Resenha de "Na Porta ao Lado", série Meus 15 anos #2

Na Porta ao Lado encanta e diverte, além de trazer à tona um turbilhão de sentimentos e situações pelas quais todo adolescente já passou ou irá passar. Se tivesse que resumir em apenas uma palavra, seria apaixonante.

Apesar de não ser necessário ler o livro anterior (Meus 15 anos), é aconselhável, visto que o leitor terá uma familiaridade maior com os personagens.
"Eu sinceramente não sei o que estava acontecendo na minha vida. Deve ser um inferno astral eterno, talvez os planetas tenham se alinhado e resolveram me perseguir, porque não é possível."
Tudo mudou após a festa de 15 anos de Bia e agora, ela e suas amigas - Carol, Amanda, Beta e Pri - são as nerds populares do colégio. Carol pensou que o próximo ano seria tão bom quanto o anterior, mas quando sua mãe decide casar-se novamente e avisa que elas irão se mudar para um apartamento com o futuro marido e o filho dele, ela vê sua vida desmoronar por completo. Afinal, tudo o que lhe era conhecido não existe mais: a casa em que cresceu quando o pai ainda era vivo, a rotina de mãe e filha, etc.

Porém, outras surpresas desagradáveis ainda estavam por vir. Seu padrasto, Carlos, é o novo professor da escola e Tomás, o filho insuportável dele, seu colega de classe. A cada dia, o clima no apartamento piora, mas, felizmente, Carol ainda pode encontrar consolo no ombro de suas melhores amigas.

Ainda que sua vida ande fora dos trilhos ultimamente, Carol encontrará outros motivos para sorrir, além da amizade e do clima empolgante na escola, visto que, com a chegada de um novo aluno, seu coração baterá mais forte diante do primeiro amor. Com o passar dos dias, o nome Bernardo torna-se música para seus ouvidos.

Conforme o casamento se aproxima, Carol percebe que seu drama tinha uma pitada de exagero e um certo egoísmo, por isso, começa a colaborar em casa, tornando o clima consideravelmente melhor. Contudo, ela não poderia imaginar que, enquanto sua vida melhorava em alguns aspectos, iria piorar em outros. Que tormento! Como sanar as dúvidas e evitar futuras confusões?
"Enquanto ela falava, fiquei ali, observando-a, sentindo muito orgulho da mãe que tenho. Ela é uma mulher determinada, que rala muito para realizar os seus sonhos. Meu coração ficou em paz por ter deixado de lado todas as discussões que estávamos tendo."
Ao contrário do primeiro livro da série que, apesar de bem escrito e fofo, não fugiu da previsibilidade, este está com uma história bem mais madura, doce e deliciosamente surpreendente. Luiza Trigo tem uma escrita articulada, bem-humorada, meiga e faz ótimas referências - quando Orgulho e Preconceito foi citado, ganhou meu coração por inteiro -, inclusive culinárias.

Carol é uma personagem adorável: gentil, levemente mal humorada, leitora compulsiva, inteligente, dramática, tímida, gosta de fazer listas e pretende cursar Letras (ponto para ela, rs). O interessante é que, mesmo expressando fervorosamente todos os dramas possíveis e achando que cada um deles é o fim do mundo, ela não se torna pedante, pois seu tom é sincero. Aliás, é possível acompanhar cada passo de Carol rumo ao amadurecimento.

Apesar de personagens como o Bruno e a Pri ficarem um pouco apagados, os demais foram bem desenvolvidos: seja Bia como melhor amiga, Elizabeth como uma mãe incrível, Bernardo parecendo um príncipe, ou Carlos sendo um padrasto bem simpático. Tomás foi um personagem intragável, especialmente por julgar tanto sem conhecer, mas, no fim, ele se redimiu. 

Gostei bastante de como a autora elaborou e aprofundou os conflitos entre Carol e os outros personagens, assim como das soluções para cada problema, visto que condiziam com situações e erros comuns. Talvez esse tenha sido mais um dos motivos para que Na Porta ao Lado fosse tão envolvente e crível, por abordar circunstâncias e atitudes possíveis: brigas com os pais ou melhores amigos, rendimento escolar, decepções, dúvidas e receios, etc.

Outro aspecto positivo foi a mudança de ambiente, pois o leitor não fica preso apenas ao apartamento ou colégio da protagonista, os personagens passeiam pelo Rio - praia, praça, shows, estabelecimentos, incluindo a confeitaria de Beth - ou vão para a casa da avó de Carol, em Nova Friburgo. Afinal, tais mudanças coincidem com a própria dinâmica dos personagens. Além disso, o desfecho foi surpreendente, bonito e diferente, amei as decisões de Carol e acredito que Luiza deu a ela o melhor final imaginável.

A editora fez um trabalho encantador com o livro, desde a capa e os detalhes internos até a revisão e diagramação. Cabe ressaltar que a história é narrada por Carol, o que tornou a leitura ainda mais fluida. Em suma, o terceiro livro de Luiza Trigo veio para tornar o seu dia mais animado e leve, com direito a sentir um frio no estômago, seja pelos momentos românticos, ou pelas vitórias e decisões da protagonista. Um livro juvenil para todas as idades. 
  • Escrito por Luiza Trigo.
  • Editora Rocco Jovens Leitores.
  • 256 páginas.
  • Leiam também: Meus 15 anos.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Ouçam a playlist do livro: aqui.
  • Recomendo. :)
*Exemplar para resenha.

27 comentários:

  1. Não conhecia a autora ou o livro anterior da série, mas parece uma leitura agradável com uma boa protagonista. De vez em quando curto livros como esse, e acho que darei uma chance Na Porta ao Lado diante de uma resenha tão positiva.
    O livro parece trazer problemas bem comuns para a idade da protagonista e reais, acho que rolaria uma identificação em certas coisas. Sem falar dessa capa, que está uma fofura.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Eu não conheço o primeiro livro Meus 15 anos, mas me pareceu muito bom este livro, ainda mais por parecer leve, acho que até a capa da este recado. Sempre é bom ler livros assim, leves. Acredito que a ideia de vários cenários ajuda na leitura, às vezes, é bom imaginar os lugares.
    Gostei bastante da resenha.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rafa!
    Eu quero ler essa série. Parece ser muito fofa e caricata. QUE BOM QUE A ESTE LIVRO NÃO FOI PREVISÍVEL COMO O ANTERIOR! Ufa! Isso é ótimo. Ando fugindo de histórias muito previsíveis e que não nos acrescenta muito.
    Percebi que você curtiu bem mais este segundo livro e isso me anima.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rafa!
    Aaaah, que bonitinho o livro!
    Não li a série, mas já ouvi falar dela.
    Sinto romance entre Carol e Tomás. SÓ SINTO, hahaha.
    Certeza que eu torceria para ele, hahaha.
    E legal saber que a personagem vai amadurecendo.
    Tenho 27 anos, mas adoro uma história adolescente, não nego.
    :)

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafaela!

    Não li o primeiro livro, mas já ouvi falar dele e tenho um monte de marcadores fofinhos dele aqui. Confesso que não leio muito infanto-juvenis, mas adoro as histórias dele. Geralmente a história não exige muito da gente e dá pra ler numa sentada. Tenho quase 21 anos nas costas e fico com vontade de ler esses livrinho adolescentes, oh sem or. KKKKKKKKKKKKK

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro, adorei sua resenha.
    Adoro livros desse tipo, e achei super interessante a história, fiquei super curiosa, adicionei em minha lista de leitura e quero ler.
    E achei a capa super fofa.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Já li algumas resenhas do primeiro livro. Mas não sabia que tinha uma continuação.
    Sempre fico com um pé atrás por se tratar de um livro voltado para o público adolescente. Na maioria das vezes prefiro livros mais maduros. Mas fiquei curiosa com esse enredo.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage
    Esse é o mês de aniversário do blog! Participe da Promoção e do Top Comentarista

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa!!
    Eu já tinha ouvido falar muito bem do primeiro livro, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo.
    Quero muito ler estes dois volumes, que parecem ser muito fofos e divertidos. As capas são incríveis.
    Ps: Eu também quero fazer letra, então ponto pra mim também hahaha

    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. bem interessante o livro, embora nao goste muito de ler livros infanto juvenil, esse me chamou atençao, vou procurar a saber mais sobre o primeiro livro da serie.

    ResponderExcluir
  10. Oi Rafa! Só a capa já me ganhou, super fofa. Eu li contos da autora e gostei da escrita dela, assim ver que este livro apresenta tantos pontos positivos me deixou mais animada para adquirir suas obras, vou ler em ordem, mas lerei os dois. Dica anotada,

    Bom domingo.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    já ouvi falar deste livro, mas nunca tinha lido uma resenha.
    Achei muito legal. Dica anotada!

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. Apesar dos pontos positivos, essa obra não chamou a minha atenção. Esse tipo de trama mais adolescente não consegue me envolver, sabe?
    A resenha está ótima, só o livro que não faz o meu estilo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  13. Rafaela1
    Não conhecia a obra e nem a autora, porém achei um livro doce, embora haja alguns conflitos e dramas.
    Deve ser uma ótima leitura.
    Uma semaninha mais que abençoada!
    “Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.”(Machado de Assis)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  14. Da Luly só li dois continhos, mas ameeeeei e ri um monte com As Valentinas!!!
    Agora estou ansiosa para ler Meus 15 anos e já Na porta ao lado!!!
    As capas são uma fofura mesmo! <3
    Fiquei apaixonada pelos contos, os livros devem ser melhores ainda!!!! E achei muito legal ser cada um narrado por um personagem, da uma fluidez maior para a trama.
    bjoos

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li o livro Meus 15 anos, mas já esta na lista de leitura e agora esse também foi pra lista, curto muito uma leitura voltada pra o público infanto-juvenil, a história parece super fofa.

    ResponderExcluir
  16. Que bom que a autora conseguiu fazer uma trama que apesar de manter sua essência, está mais maduro. A Carol me parece ser uma personagem bem divertida e acredito que muitas pessoas poderiam se identificar com ela. Além disso, uma história que faz algumas referências a orgulho e preconceito? Estou dentro! Amooooo! kkk

    bju
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  17. Acho a capa do livro muito fofa!! A história tb parece ser encantadora e com muitos pontos positivos. Prefiro livros com temas mais maduros, mas tenho certeza que agradará muito os mais jovens.

    ResponderExcluir
  18. Oi Rafa, minha xará (Adoro nosso nome!!!).
    Não conhecia a Autora até ler sua resenha que achei um encanto.
    Achei este livro uma ótima dica de presente para as minhas primas mais novas que estão começando a pegar o gosto pela leitura agora :)
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  19. Olá Rafaela,

    Não conhecia o livro e nem a autora, gosto demais do gênero e gostei muito do que li na resenha, me deixou curioso.....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Gosto bastante de histórias adolescentes, esse livro me lembrou os da Paula Pimenta, e com certeza quero lê-lo pois será muito divertido, a capa é bonitinha, nunca li nada da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Livros voltados para adolescentes, ou seja, a literatura juvenil, sempre é de muito boa qualidade. Creio que a leitura desse segundo livro da série não será diferente, com a presença dos turbulentos sentimentos, da comédia e dos problemas do dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  22. É tão triste quando aquele apego de mãe e filha acaba, porém sempre teremos de nos tornar independente e um dia tudo o que foi bom acaba, fiquei sabendo deste lançamento lá na pagina da editora e achei fofo a capa, a historia chega também chega a ser fofinha como cê diz. E também achei que a editora fez um ótimo trabalho com a capa.
    É tão bacana quando temos amigos ao nosso lado quando as coisas parecem desmoronar aos poucos e vejo que Carol tem deles e muitos.

    ResponderExcluir
  23. Oie
    Eu já tinha ouvido falar do primeiro livro dessa autora mas eu nunca tive muita curiosidade em ler.A trama parece ser bem adolescente e eu não gosto muito de algumas atitudes de personagens assim tão novos.Mas um ponto positivo é o amadurecimento que eles vão tendo conforme a história se desenvolve.Se eu tivesse oportunidade leria só pra conhecer a escrita da Luiza.

    ResponderExcluir
  24. Achei uma boa dica para presentear, já que não gosto desse estilo de livro, acho infantil, apesar de já ter lido vários, a resenha está ótima, mas não é meu estilo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Apesar de gostar de livro engraçados, não leria esse pois parece chick lit, meio de mulher e infantil sabe? prefiro os de ação, não é do meu gosto, mas daria de presente para minha irmã hehe

    ResponderExcluir
  26. Achei aquele Meus 15 anos super fofo e é um livro que combina com a idade, mas pode ser lido por qualquer uma. É bem legal. Esse não fiquei com muita vontade de ler, mas parece ser fofo e seguir o ritmo daquele. Vale a pena pra quem quer uma leitura juvenil e leve.

    ResponderExcluir
  27. Depois do livro '' a porta ao lado '' tem continuação?
    Ameeeeeeeeeei o livro, e já quero a continuação da história...

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária