Resenha de "Lá fora, a guerra: O mundo de Anne Frank"

Aposto que você, leitor, já leu O diário de Anne Frank ou ao menos conhece um pouco sobre a história da jovem Annelies que enfrentou os horrores da Segunda Guerra Mundial. 

Agora, com o lançamento de O mundo de Anne Frank, será possível conhecer detalhes da infância e adolescência de Anne, assim como as aulas na escola, suas manias e amizades. 
"Ela pegou a pilha de folhas soltas que tinha recebido de Bep e começou a escrever: Para alguém como eu, escrever um diário traz uma sensação muito estranha. Não só porque nunca escrevi, mas suponho que no futuro nem eu nem ninguém mais se interessará pelos desabafos de uma menina de treze anos. Sim, foi um belo começo, pensou Anne. Claro que esperava que isso não fosse verdade e que as pessoas realmente se interessassem por seu livro. Que suas histórias pudessem ter algum significado para as pessoas. Porque, se sobrevivesse àquela terrível guerra, era isso o que ela realmente queria: fazer a diferença na vida das pessoas. Não ser mais um rosto na multidão, mas alguém que deixaria o mundo melhor e mais bonito."
Em Frankfurt, no dia 12 de junho de 1929, nasceu uma garota chamada Annelies Marie Frank, mais conhecida como Anne. Seus pais eram judeus e de origem bem abastada, todos eles tinham orgulho de seu país até o momento em que passaram a ser vistos como inimigos. Quando Adolf Hitler foi eleito líder do governo em 1933 e os negócios da família começaram a ruir, os pais de Anne, Otto e Edith, decidiram se mudar para a Holanda com ela e Margot, sua irmã mais velha. A adaptação em Amsterdã foi tranquila, Anne e a irmã aprenderam em pouco tempo a falar holandês e eles foram morar em um bairro com muitos outros judeus que também vieram da Alemanha.

Entre brincadeiras, viagens, idas ao cinema, tagarelices na sala de aula e muito carinho de seus pais e sua irmã, Anne teve uma infância animada, repleta de sonhos e algumas broncas. Porém, as preocupações, os problemas e medos estavam à espreita, prontos para atacar. Os Frank perceberam que a situação estava se complicando ainda mais quando os irmãos de Edith foram presos pelos nazistas e a avó de Anne teve de se mudar para a Holanda. 

Após a invasão das tropas alemãs em Amsterdã, os judeus passaram a ser excluídos da sociedade e Anne sentiu duramente cada proibição. Quando Margot foi convocada para ir ao campo de trabalho, seu pai constata que chegou a hora de se esconderem até a guerra passar. Com a ajuda de quatro amigos que trabalhavam com e para ele, Otto leva sua família para um apartamento anexado ao prédio de sua empresa. Os Frank, juntamente com os Van Pels e o sr. Pfeffer, moraram no Anexo durante dois anos. 

O convívio entre eles foi bem complicado, tanto pelas personalidades e desejos diferentes quanto pelo espaço limitado, mas tolerável e repleto de esperança. A rotina no esconderijo exigia silêncio absoluto pela manhã, enquanto os funcionários trabalhavam, divisão de tarefas e a visita esporádica daqueles quatro amigos (Miep, sr. Kleiman, Bep e sr. Kugler). Anne encontrou consolo no diário que ganhou aos treze anos e teve toda sorte de ideias ao escrever seus textos, além disso, ela também pôde encontrar resquícios de felicidade e amor no período em que esteve escondida. Todavia, no dia 4 de agosto de 1944, algo terrível aconteceu com os moradores do Anexo e seus pesadelos tornaram-se reais.


A história é narrada em terceira pessoa e segue de forma fluida e envolvente. Considerando que o livro é voltado não só para o público adulto, mas também para o infantil, Janny van der Molen escreveu com uma linguagem simples, ágil e de fácil absorção. Além de tê-lo dividido em dez temas (brincadeira, família, guerra, normas, medo, diário, sobrevivência, paixão, traição, horror), acrescentando os acontecimentos posteriores e um álbum de família.

Para a composição de O mundo de Anne Frank, a autora foi além do diário e textos escritos por Anne, ela visitou campos de concentração e a casa dos Frank, entrevistou pessoas que conheceram a jovem e pesquisou em outros arquivos. Dessa forma, trata-se de uma história mais abrangente e com nova perspectiva, na qual pode-se acompanhar os eventos pré e pós diário, mas também conhecer Anne sob um outro olhar: como uma garota teimosa que adora falar "mas", tagarela, divertida, sonhadora, leal, firme e que também sabe ser irritante como qualquer criança ou adolescente é de vez em quando.

Como se fosse possível, a autora tornou Anne ainda mais humana e adorável, especialmente por mostrar defeitos comuns. Li O diário de Anne Frank quando eu tinha treze anos e, por isso, criei um laço profundo com ela, não só pelo fato de que estávamos com a mesma idade, mas também pelo modo como ela se expressava e lidava com tudo ao redor. Hoje, faz dez anos desde que o li e, ao terminar o livro de Janny, também me senti emocionada e revoltada.

A autora foi inteiramente fiel às fontes originais e aos fatos históricos, levando em consideração os relatos de pessoas que conheceram Anne, sua família e os demais moradores do Anexo, mas ela criou a maioria dos diálogos do livro, obviamente. As ilustrações também merecem elogios, pois são bonitas e delicadas, além disso, gostei de como expressam o que foi escrito. De longe, os dois últimos capítulos foram os mais comoventes e a descrição dos acontecimentos causa repulsa, principalmente por saber que tudo aquilo aconteceu de fato - com muitas pessoas.

É incrível como as ilustrações, a capa e o trabalho da editora em dar forma à um livro tão bonito (com uma diagramação belíssima, um acabamento impecável, sem contar as páginas coloridas), conseguiram tornar uma história triste e amedrontadora em algo tão delicado. Por outro lado, nessa mesma história, há esperança de um mundo melhor e os sonhos de uma garota que gostaria de mostrar às pessoas seu ponto de vista.


Quer ganhar um exemplar de Lá fora, a guerra: O mundo de Anne Frank? Basta participar do sorteio e torcer (clique aqui).
  • Escrito por Janny van der Molen.
  • Ilustrações: Martijn van der Linden.
  • Editora Rocco Jovens Leitores.
  • Tradução: Alexandra de Vries.
  • 184 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo sem hesitar! :)
*Exemplar para resenha.

41 comentários:

  1. Gente, preciso desse livro para ontem!
    Eu amo a história de Anne Frank, como muitas pessoas, chorei e me emocionei a cada página, mas sempre fica um gostinho de quero mais.
    Obrigada pela linda dica :)

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  2. Quem nunca ouviu falar de Anne Frank? A história dela emocionou muitas pessoas e esse livro parece ser encantador. Não só pela história que traz, que nos emociona, mas por suas ilustrações, que estão belíssimas.
    Adorei a resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafa,
    Adorei a dica, agora além de ler o outro também quero ler esse.
    Me sinto com vergonha de não ter lido ainda haha

    Ótima resenha!

    P.S.: Obrigada pelos parabéns, que venham muitos livros..mesmo HAHAHAHA

    bjs e tenha uma ótima sexta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    achei bem legal o livro, mas não leria agora, quem sabe mais para frente?

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rafaela! Tudo bem? Adorei a resenha! Eu já estava com vontade de ler esse livro, mas a sua resenha fez aumentar essa minha vontade! O livro parece ser lindo e comovente. Vou participar da promoção! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu não imaginei que este livro fosse assim :(
    Sofri tudo de novo e mesmo assim quero ler.
    Li O Diário há anos e quase tive um troço, revisitar tudo isso com outros olhos deve ser maravilhoso!!

    Adorei a resenha!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tenho esse livro, história super emocionante, lindas ilustrações, linda capa, o trabalho da editora foi um capricho só.

    ResponderExcluir
  8. Bom, ainda não li O Diário de Anne Frank, mas está em minha lista de leitura.
    Achei bem interessante esse livro, pois da a oportunidade do leitor conhecer um pouco mais sobre a história dela.

    ResponderExcluir
  9. achei bem interessante esse livro, nao li ainda o diario dela mais to bem curiosa, já ouvi falar desse livro e quem leu gostou.

    ResponderExcluir
  10. Quero pra ontem!! Faz um bom tempo que li a história de Anne, emprestado da biblioteca da escola e lembro-me que fiquei muito emocionada. Essa edição ilustrada está lindíssima!

    ResponderExcluir
  11. Sim, eu já li! A Anne Frank foi uma amiga para mim nos meus dias de adolescente, assim como você li quando tinha mais ou menos a idade dela! Confesso que tenho um certo receio com esse livro, não sei se aguento utra perspectiva dessa história.

    Me sinto mais aliviada por saber através de alguém que teve uma experiencia de leitura do "Diario de Anne Frank" que esse livro não é um trabalho pretencioso e feito só para ganhar dinheiro as custas da imagem da menina, que é um livro delicado e emocionante!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. oi flor, nunca li nada sobre a Ane, apesra de ja conhecer sua vida sofrida exatamente por ser um retrato fiel e verdadeiro do massacre de uma guerra sem precedentes!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Caraca, que livro é esse que não conhecia? Amei. Obrigada mil vezes pelo post haha
    :)

    ResponderExcluir
  14. Esse livro tem tudo pra ser extraordinário, começando pelo fato de ser baseado em uma história real que vêm abalando todos os leitores. Adorei sua resenha, só me deu mais certeza de que preciso desse livro pra já!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Uma curva no tempo", vem conferir!

    ResponderExcluir
  15. eu li o diário de Anne Frank faz uns 5 anos e confesso que fui facil lagrimas crie um laço de carinho com essa menina tão docil e ao mesmo tempo tão guerreira quero muito ler esse novo livro pois quero me aprofundar na vida da anne e conhecer melhor a sua infância.

    ResponderExcluir
  16. Já li o diário e também me interessei por esse!

    ResponderExcluir
  17. Já li O Diário e amei! Esse está na minha lista de desejos :)
    Ótima resenha!
    Beijos!

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  18. Esses livros tem todos os elementos para me agradar: é releitura de uma grande, trata de assunto que gosto de estudar (as grandes guerras) e ainda consegue focar no lado humano.
    Certamente vou conferir.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir

  19. Oi Rafa! Acredita que nunca li nada sobre ela? Sei da história mais ou menos, mas profundamente não e achei interessante este lançamento da Rocco por trazer tudo de uma maneira mais leve e introdutória, antes de mergulhar no que o diário aborda. Adoraria conferir.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Que resenha mais linda, Rafa <3
    Eu já comecei a ler o Diario de Anne Frank várias vezes mas não cheguei a concluir a leitura. Achei a história deste livro incrível e estou louca para tê-lo na minha estante. Já estou apaixonada pelas ilustrações. Acho uma ideia genial criar este livros, assim, tanto os adultos como as crianças poderão conhecer mais a Anne. Participando do sorteio...

    Super beijo.

    Obs: Venha ver quais são os meus hábitos de leitura e me contar quais são os seus: http://umlugarparaleresonhar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Indiquei esse post lá no blog. Dá uma olhada: Meu Meio Devaneio

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Eu lembro que li com uns 15 anos e me identifiquei muito com a Anne também, passei a escrever diários com mais paixão (esse ano deixei isso de lado) e de ver as coisas de outra forma. Imagino que ela deve ter sido uma pessoa dificil de conviver, como todo adolescente/criança, mas que com o tempo dava pra perceber a pessoa maravilhosa que era

    ResponderExcluir
  23. Ainda não tive a oportunidade de ler O diário de Anne Frank, mas já ouvi bastante sobre a sua história - de como ela é envolvente e cativante -. Pretendo lê-la em breve, já aproveito e junto ambas as histórias! Muito legal trabalhar com a infância e a adolescência da garota!

    ResponderExcluir
  24. Nunca li o diário de Anne Frank, mas dizem que é ótimo, emocionante, tenho receio de ler pois é um drama e já sei o final. Amei as ilustrações.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oie
    O livro deve ser maravilhoso e as ilustrações deixam tudo ainda mais lindo.É legal ter uma visão mais aprofundada da vida de Anne,e deve ter dado um trabalhão pra escritora fazer toda essa pesquisa e entrevista.Gostei muito e com certeza irei ler.

    ResponderExcluir
  26. Eu li O diário de Anne Frank com 14 anos e também me apaixonei e me revoltei por sua história.
    Ela foi uma menina muitoooo forte, guerreira, esperançosa e sonhadora. Lutou bravamente até o fim, não é a toa ter se tornado o ícone que tornou.
    A história dela me trouxe muita fé.
    E quando vi esse novo lançamento fiquei loooouca de vontade de lê-lo, mesmo sabendo do final triste dela e de tantas outras pessoas, ainda sim quero ler, e saber mais dessa corajosa!!
    bjoos

    ResponderExcluir
  27. Rafaela!
    Muito interessante poder saber um pouco mais da vida de Anne antes da guerra e ainda mais com ilustrações, tornando o livro um HQ, bem propício para os infantis conhecerem essa bela história.
    “A dúvida é o principio da sabedoria.”(Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  28. Oi Rafa ! Tudo bem?
    Eu nunca li O diário de Anne Frank, mas tenho muita vontade! Mas acho que vou ler este primeiro, porque é como você disse, mostrou melhor os defeitos dela e acabou que ela se tornou mais adorável.
    Amei!!
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Juro que ver a sofrencia de Anne é quase sofrer junto com ela tirando a parte que a gente se vê sentada no sofá lendo o livro e percebendo que a leitura é perfeita demais. Eu tô mega curiosa para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  30. Achei a capa muito fofa, morro de vontade de ler o livro da Anne, esse livro é ótimo para presentar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Já li Anne Frank, acho muito importante esse livro, deveria ser obrigatório na escola, o final é triste. Gostei da capa desse livro e ilustração.

    ResponderExcluir
  32. O livro é muito bonito, sou louco para ler esta edição. É legal ver outra dimensão da história de Anne Frank! Estou louco para ler. Adorei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  33. Olá
    Ainda não tive a oportunidade de ler O Diário de Anne Frank, mas tenho muita vontade.
    A cada resenha que leio, a vontade de só aumenta...Fiquei muito curiosa de ler esse também, pois agora com O Mundo de Anne Frank é possível conhecer melhor sua historia, com detalhes.
    Temos a possibilidade de conhecer um pouco mais da Anee Frank, como era sua vida nesse período de guerras.
    A capa é linda!
    Beijos

    https://www.facebook.com/ig.frasesdeumlivro?ref=hl

    ResponderExcluir
  34. Enfim, um livro emocionante, que faz você chorar ao pensar como seria se você da noite para dia tivesse que se mudar com a sua família para um sótão ou porão..ficar escondida, sem ter noção do dia em que poderia sair..esse livro é uma lição de vida, pra nós que somos livres e ainda não estamos satisfeitos com a vida. Quem leu entende!

    ResponderExcluir
  35. O Diário de Anne foi um dos meus primeiros contatos com a literatura estrangeira, uma satisfatória obrigação escolar, lembro-me de como aquela história me influenciou e o quanto me fez desejar conhecer mais sobre o holocausto e a história em si. Tenho certeza que este livro é emocionante ainda mais por imaginar o que se segue nos capítulos finais. É uma pena que mesmo depois de tanto tempo, muita gente ainda veja tudo que Anne viveu como uma ficção ou então como algo distante de nossa realidade e sem mérito.

    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  36. Eu já amo livros sobre a segunda guerra, no que se diz respeito a Anne Frank eu sou cada vez mais apaixonada, mas fiquei mais louca ainda por esse livro depois da sua resenha.... Quero demais!!!!

    ResponderExcluir
  37. Nossa muito legal conhecer um pouco mais da história que sempre quero conhecer um pouco mais, não tenho nenhuma edição em casa mas sempre li tudo a respeito e amo qualquer coisa sobre Anne Frank, foi através dessa história que amo livros que falam sobre todo sofrimento que fala da guerra.

    ResponderExcluir
  38. Eu nunca li nenhum livro relacionado á Anne Frank, mas tenho muita vontade de conhecer sua história. Vendo sua resenha, vi que esse livro é ideal para conhecer um pouco da garota. Adorei o trabalho que a editora fez no livro!

    ResponderExcluir
  39. Li esse ano o O diário de Anne Frank, li ele em uma noite, não consegui parar de ler, e tive um choque quando o livro acabou do nada, ainda restavam umas páginas mas eram de fotos e tal, então pensei que tinha mais leitura, quando ele acabou de repente me deu um ataque de choro, pq me dei conta (óbvio) que eles tinham sido pegos de repente.

    Conheci a casa onde Anne e sua família se esconderam em Amsterdã, é muito emocionante.

    Gostei muito da ideia desse livro, de narrar não só a história da Anne mas demonstrar o contexto em que se deu, é uma pesquisa histórica bem interessante.
    O fato da leitura se dá também para o público infantil é outro fator positivo da obra, esse é um tema delicado de ser tratado.

    ResponderExcluir
  40. Nunca li aquele do Diário, mas é um que adoraria conferir. Achei esse bem interessante, deve ser ótimo ler os dois pra ter uma ideia mais ampla de quem foi Anne. Tem bastante coisa retratada e informações muito interessantes. Bacana, acho que é uma ótima pedida.

    ResponderExcluir
  41. Que lindo! Já me emocionei com a história de Anne Frank e a ideia desse livro é sensacional. Pretendo adicioná-lo à minha wishlist desse ano ♥

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária