Resenha de "Por Você", Trilogia Fixed #1

A escritora Laurelin Paige tornou-se queridinha com a trilogia Fixed e alcançou o topo de algumas das principais listas americanas (The NYTimes, Wall Street Journal e USA Today). Em Por Você, primeiro livro da trilogia, a autora não mede palavras para descrever o conturbado e quente relacionamento de Alayna e Hudson.
"Não consegui desviar o olhar, a aparência dele era hipnotizante. O que significava que ele era exatamente o tipo de homem que eu deveria evitar."
Sexy e problemática, Alayna Wither tem 26 anos, trabalha como barwoman na boate Sky Launch e acabou de conseguir seu diploma de MBA. No momento, tudo o que ela mais quer é uma promoção como gerente na boate, para provar ao seu irmão que pode tornar-se independente e ser alguém na vida. Porém, além da missão "tornar-se gerente" e dos problemas com o irmão (que é o único membro vivo de sua família), ela tem de lidar com algo maior e que a persegue incansavelmente: sua obsessão.

Seu plano estava se encaminhando bem, na medida do possível, até que ela conhece um cara surpreendente na boate. Um cara absurdamente irresistível, o tipo de homem com quem ela não queria e evitava se envolver. Mas por ironia do destino, o elegante homem que conheceu era justamente o novo dono da boate: Hudson Pierce, "o homem de negócios mais bem-sucedido com menos de 30 anos nos Estados Unidos", poderoso, sedutor, decidido, controlador e calculista.

O que Alayna não sabia é que Hudson também tinha planos para ela, ou melhor, uma proposta que resolveria boa parte dos problemas de ambos. Aceitar essa tal proposta é a solução de sua situação financeira e da dependência do irmão, mas é também o começo de novos (ou o despertar de antigos) problemas. 

Apesar de ter esse dilema pairando sobre sua cabeça, ela não deixou de aproveitar os momentos mais íntimos e quentes com Hudson, o que transformou a situação em um sexo sem compromisso, mas que trouxe algumas complicações... Pois a cada dia, a tensão e a importância crescem entre eles. Mas e agora? Como lidar com seu problema mais secreto e destrutivo? O que fazer com Hudson e sua proposta? Como aceitar o passado igualmente secreto e destrutivo de Pierce? Será que vale a pena misturar "negócios", sexo, afetividade e seus próprios problemas?
"Às vezes, quando olhava para ele, o que aconteceu muitas vezes, via que ele já estava me olhando. Era o nosso próprio jogo de preliminares secretas: um olhar para o outro, despir um ao outro com nossos olhos. Mais tarde, como pude comprovar, ele cumpriria bem as promessas de seu olhar sexy."
A história é narrada pela própria Alayna, o que me deixou entediada em certas passagens, visto que, para mim, a história teria sido melhor abordada se fosse narrada em terceira pessoa. Porém, isso propiciou a oportunidade de acompanhar em primeira mão o que Hudson causava nela e em seu dia-a-dia, ou como ela lidava com seu tão temido problema e tudo o que ele acarretava.

No início, os únicos personagens que me animaram e cativaram foram a família de Hudson (excetuando sua mãe chata-malvada e com atitudes desnecessárias) e a melhor amiga de Alayna, pois eles deram um toque cômico, acolhedor e suave à narrativa. Não gostei do jeito controlador e indiferente de Hudson, mas, no decorrer da história, passei a entendê-lo melhor e pude apreciar mais os momentos em que ele aparecia. Aliás, Pierce é uma caixinha de surpresas, então estou curiosa para saber mais sobre ele, seus sentimentos e o seu passado.

E o que dizer sobre a personagem principal? Alayna Wither foi uma contradição ambulante, pois, sinceramente, ela não parecia ser essa aluna exemplar e incrível de MBA - isso era citado por ela e outros personagens também, mas na prática, não consegui sentir firmeza nesse aspecto, talvez em duas passagens apenas. Além disso, sua inteligência emocional me deixou um tanto quanto irritada - mesmo sabendo e entendendo o seu grande problema. Por outro lado, devo mencionar que ela foi bem caracterizada como uma personagem confusa, problemática, sem amor e frágil, mas que se esforça para mudar e seguir em frente (ponto para ela!).

Em algumas cenas de sexo, achei que o vocabulário e a descrição foram pesados - às vezes, quase beirando ao pornográfico; porém, é preciso considerar quem estava narrando a história. Alayna adora sexo e não mede palavras para dizer o que sente ou descrever o ato em si, especialmente quando se trata de Hudson Pierce, visto que, com ele por perto, até suas pernas ficam literalmente bambas (ela parece uma manteiga derretida, só de pensar nele). Portanto, não esperem descrições poéticas, fofinhas e beirando ao puro romantismo (uma pena, pois senti falta disso).

Resumindo, a história foi uma espécie de montanha russa (com altos e baixos) e com uma personagem principal pouco (ou quase nada) carismática, mas que, em certa medida, me agradou. Afinal, gostei do desfecho e do gancho deixado pela autora - tanto para o destino dos personagens, quanto para a história em si. Ademais, foi interessante ver Alayna adentrando o mundo de poder, luxo e dinheiro, no qual Hudson faz parte - mesmo que algumas cenas tenham sido surreais para mim.


As páginas com as bordas na cor violeta me encantaram (sério, são lindas!), adoro esses detalhes e achei que combinaram com a proposta da editora. A capa e a lombada têm o título em verniz e a revisão foi bem feita, salvo uma ou outra palavra. 

Por Você é o início da história de Alayna Wither e Hudson Pierce, ou seja, é preciso esperar os dois próximos livros (Com Você e Só Você) para saber como tudo se desenrola e termina. Nunca li histórias eróticas que não se concluíssem em apenas um livro, sendo assim, estou curiosa e receosa para saber como a autora irá desenvolver uma história desse gênero em uma trilogia - porque ao meu ver, há histórias que podem muito bem ser contadas em um único livro... Mas esperemos! Até lá, se deliciem com Hudson e Alayna em Por Você.
  • Escrito por Laurelin Paige.
  • Editora Fábrica 231.
  • Tradução: Júlio de Andrade Filho.
  • 367 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo (para maiores de 18 anos).
*Exemplar para resenha.

20 comentários:

  1. Oie Rafa
    hum, eu já me desanimei na parte do personagem contraditória e problemática. Mas gosto de livros eróticos assim, mesmo com a linguagem pesada. Talvez eu leria, mas não no momento.
    Ótima resenha
    bjos
    Feliz 2015
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    ainda não li este livro e não li nada da série ainda rsrsr
    mas estou curiosa, não é um livro de prioridade, mas...

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Rafaela, neste ano passei por uma fase em que queria ler a maior quantidade de New Adults possíveis! HUSAHSUAHSU Mas já passei dessa fase, então este gênero não me atrai mais :C

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Caroline!

      Comigo aconteceu o contrário,rs, pois faz muito tempo que não leio New Adults. Por isso fiquei animada em ler esse livro! Gosto de ler esse gênero ocasionalmente, senão fica cansativo mesmo.

      Beijocas. :)

      Excluir
  4. Olá...
    Nossa se já me interessei lendo a sua resenha...imagina lendo o livro... gostaria de saber quais são esses planos que o novo chefe propõe para Alayna... rs

    Beijos e parabéns pela sua resenha!
    Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia esse livro e me encantei pela edição que está linda. Mas a história não me chamou muito a atenção. Esse não é meu gênero preferido de leitura e pelas coisas que você falou da personagem, acho que não irei gostar.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Rafa! Este livro é do novo selo da Rocco, não é? Será que trarão mais livros do gênero? Eu até gosto de alguns eróticos, mas dependendo da forma como as cenas de sexo são abordadas eu desanimo, gosto de algo picante, mas vulgar e sem respeito não. Quando você cita a narrativa, eu me sinto assim na maior parte do tempo que leio livros em primeira pessoa, fico limitada em um único personagem, em certos casos é mais adequado, mas nem sempre.

    Te desejo um ótimo 2015!
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yep, é o novo selo da Rocco! Acredito e espero que sim, mas até agora eu só ouvi falar dessa trilogia. :)
      Pois é, apesar de eu preferir narrativas em terceira pessoa, também gosto em primeira, mas o problema é que nem sempre funciona (em Percy Jackson, por exemplo, deu certo).

      Um ótimo e feliz 2015 para você também! :)
      Beijocas.

      Excluir
  7. Oi, Rafa!
    Eu gosto de livros eróticos. Não todos que leio, mas uma parte considerável. Mas pelo o que você falou deste livro, possivelmente, eu não gostarei muito.
    Gosto de romances eróticos que trazem alguma vibe romântica e tal... Este parece fugir disso pelo o que você disse.
    Adorei a resenha e sua sinceridade.
    FELIZ ANO NOVO!!!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa!
    Estou fugindo de trilogias que retratam a história de amor de um mesmo casal. Concordo com você que (salvo raras vezes) a história poderia se resolver num livro só. Os excessos na caracterização dos personagens também me incomodam, portanto essa não é uma leitura que eu faria. Ótima resenha ;)

    Desejo um Feliz 2015 pra você, com muitas alegrias, realizações e ótimas leituras!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  9. A resenha me deixou com vontade de ler a série ahahahha. Já ouvi falar muuito dessa SÉRIE ^^


    parabéns pelo blog lindo!

    beeijos
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Imaginei que pela capa e sinopse era meio pesado mesmo.
    Até quero ler, mas ando meio enjoada de livros assim. Estou dando um tempo, hehe.
    Depois fala se os próximos livros são bons!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Rafaela!

    Bem, o enredo é clichê, típico de livros eróticos, sempre o cara tem planos para a mocinha e tal, confesso que só por essa pegada, já me deixou desanimada, pois há tantos livros com esse tema, que as vezes cansa...

    Mas tenho que dizer, gostei da forma como você expôs sua opinião, clara, objetiva e ressaltando os pontos negativos e positivos, ah achei linda essa diagramação da editora, ficou bonito!

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  12. Não sei porque mas achei a história deles fraca e sem graça. Sua resenha me apresentou personagens já conhecidos no mundo Hot. E isso me deixou triste,pois esperava mais emoção e entrosamento entre eles. Vou pensar se vou ler ou não.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Curto muito romance erótico, o livro parece ser bom, estou bastante interessada em ler, já está na meta de leitura.

    ResponderExcluir
  14. Rafaela!
    Como fã dos NA, mesmo tendo toda essa montanha russa de emoções como falou, gostaria de conhecer Alayna e seu envolvimento com Hudson, deve ser um terremoto de sensações...
    Achei lindinha as bordas do livro lilás.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. ''Recomendo (para maiores de 18 anos)'' agr ja era ne. li a resenha e amei ela, o livro parece ser mt bom e eu to doida pra ler, alem de que eu to precisando mesmo desse genero

    ResponderExcluir
  16. Parece ser uma historia interessante, apensar de estar sendo contada por uma primeira pessoa; gosto mais de uma terceira fica mais autentico sei la, mas se ela queria ser gerente e consegue ser a proprietaria bem melhor com certeza. Cenas picantes para mim ja bastou o primeiro de cionquenta tons rsrs. mas quem sabe lendo e ir folheando esta folhas lilazes talves aeu venha a gostar. bjs e obrigado

    ResponderExcluir
  17. Não li esse livro, mas gostei da resenha, mesmo que não tivesse gostado acho que compraria, que folhas são aquelas? Que fofas, amei! Uma coisa que me agradou mto foi ser em primeira pessoa, amo livros assim, fico mais ligada com os personagens!

    ResponderExcluir
  18. Estava interessada de verdade nos lançamentos da Fábrica 231. Por você parece ser bem o estilo romance erótico que venderia no auge de 50 tons. Nada contra, um bom erótico sempre é bem vindo, porém levarei suas considerações a respeito das personagens e mais tarde verei se quero investir nessa série ou não.

    Beijos, Iza
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária