Resenha: "Quatro - Histórias da série Divergente"


As opiniões sobre Quatro divergem bastante ao longo da trilogia. Enquanto alguns leitores se decepcionaram ou ficaram bravos com ele em determinados momentos; outros se mantiveram ao seu lado, firmes e fortes, apesar de alguns típicos pesares - este é o meu caso! Entretanto, o que fica bem claro é que este personagem causa um forte arrebatamento entre todos aqueles que têm o prazer de conhecê-lo.
"Percebo que tudo o que tenho são os pequenos momentos de rebeldia que consigo encontrar, exatamente como quando era da Abnegação e coletava objetos que encontrava na rua. A tatuagem que Tori está fazendo na minhas costas, a que pode revelar que sou Divergente, representa um desses momentos. Precisarei procurar por mais deles, mais momentos breves de liberdade em um mundo que se recusa a permitir que eles existam." (p. 174)
Eis que a oportunidade de compreendê-lo melhor surge em Quatro - Histórias da série Divergente, no qual Veronica Roth conduz o leitor aos mais profundos segredos e pensamentos do personagem Tobias Eaton, mais conhecido como Quatro, além de revelar àquelas pontas soltas com relação ao passado dele. Ao todo, são 4 contos e 3 cenas exclusivas de Divergente.

No primeiro conto, A Transferência, é narrado justamente os momentos que precedem a Cerimônia de Escolha, em que Tobias toma uma decisão que irá mudar completamente sua vida. Estes momentos são uma pequena, porém forte e dolorosa, amostra de como era a relação de Quatro e seu pai; ademais, a partir deles são evidenciados os motivos que o fizeram escolher algo tão incomum e, de certa forma, revolucionário para o seu futuro.

Em A Iniciação, Quatro narra todo o seu processo de iniciação na facção que ele próprio escolheu para ser seu lar. Aqui, a trama é dividida entre algumas passagens de pura tensão e outras bem cômicas. Enquanto no terceiro conto, O Filho, Quatro já se tornou um membro da Audácia e, aos poucos, percebe que está bem perto de desvendar grandes segredos relacionados à ele mesmo e ao sistema de facções, o que inclui alguns planos sórdidos - que se concretizam de fato alguns anos depois.

O último conto, O Traidor, começa com o Dia da Visita dos iniciandos da turma de Tris e é ambientado dois anos após a iniciação de Quatro. Ao descobrir alguns planos terríveis, Quatro passa por um dilema, ou seja, de revelar ou não o que descobriu e o que fazer com essas informações. Porém, ao mesmo tempo em que lida com essas questões e outras decepções, ele ainda terá de lidar com o seu interesse por Tris - que vai tomando proporções maiores a cada dia que passa. 

Por fim, as 3 cenas exclusivas ("A primeira a pular: Tris!", "Cuidado, Tris" e "Você está bonita, Tris") narram, pela perspectiva de Quatro, passagens já conhecidas por aqueles que leram Divergente. Pelo título, vocês conseguem se lembrar quais são elas?
"Meus instintos estavam certos: posso confiar nela. Com meus segredos, minha vergonha, com o nome que abandonei. Com as verdades lindas, e as horríveis. Tenho certeza disso." (p. 248)
Alguns personagens têm o poder de arrancar um sorriso seu e conquistar seu coração. Tobias Eaton é um deles. Sendo assim, imaginem a minha alegria ao saber que teria um livro narrado apenas por ele, em que eu poderia entender e descobrir um pouco mais sobre um personagem que tanto me encanta? No fim, concluí a leitura ainda mais apaixonada e com aquele sorriso bobo que eu havia mencionado antes.

Nesse livro, o ponto principal é a mudança e o amadurecimento de Quatro. Afinal, antes de ser aquele jovem forte, frio, determinado e tudo o mais, ele era apenas um garoto fraco e com medo constantemente. É interessante notar que a chama que iria desencadear tais mudanças e a necessidade de escapar do passado já estavam presentes nele, mas elas precisavam de tempo e do momento certo para tomar forma. O amadurecimento dele é gradual, mas com picos de explosão, pois a cada reviravolta ou descoberta, uma parte dele se modifica ou se esvai aos poucos.

Fica evidente que cada evento de seu passado na Abnegação, dos anos que passou na Audácia e tudo o que isto desencadeou (as perdas, as decepções, as risadas, as lutas e etc), assim como as amizades que fez lá e seu encontro com Tris, fizeram com ele abraçasse sua divergência e sempre buscasse dar o melhor de si. Além disso, a autora mostra que mesmo no ápice de sua mudança, ele ainda pode mostrar seu lado mais sensível e receoso.

Pensei que fosse pouco provável de acontecer, mas eu fiquei com ainda mais raiva e nojo dos pais do Quatro - Jeanine e Erik também estão incluídos na lista de personagens horríveis. Por outro lado, finalmente eu pude testemunhar aquela famosa luta, durante a iniciação, em que o Quatro derrotou o Erik e como as provocações entre eles começaram - cabe mencionar que algumas delas foram bem divertidas. Além disso, pode-se perceber como algumas das conspirações políticas tiveram início - uma descoberta em especial me deixou boquiaberta e super brava.

Ao longo dos 4 contos, podemos ver como começou a amizade entre Quatro, Zeke e Shauna - que trio fantástico, eu tive crises de riso em certas passagens. Além disso, foi tocante ver a alegria de Quatro em perceber que agora ele tem amigos e não está mais sozinho. E falando nisso, com a chegada de Tris, a vida dele é preenchida com mais cores e intensidade - também foi bem cômico ver o constrangimento dele em admitir que sente algo por ela.

O livro é curtinho, fácil e fluído de ler. Adorei a escolha da capa, pois combina bastante com a história e o personagem em si; e a revisão foi bem feita. Em suma, eu amei o que li, mas senti falta de mais - no sentido de que havia muito mais a ser contado sobre ele, além dos momentos selecionados. Dramas à parte, se vocês também querem descobrir o passado, os pensamentos e os segredos mais recônditos de Quatro, basta participarem do sorteio (aqui). 
  • Escrito por Veronica Roth.
  • Editora Rocco Jovens Leitores.
  • Tradução: Lucas Peterson.
  • 271 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Leia também: Divergente #1, Insurgente #2 e Convergente #3.
  • Recomendo com todo o amor. <4
*Exemplar para resenha.

27 comentários:

  1. Oi Rafa :)
    Meu único contato com Divergente foi com o filme. Não gostei muito dele, confesso. Mas pretendo ler os livros para tirar essa má impressão (e também pq se todo mundo fala que o livro é ótimo,eu preciso tirar a prova).
    Eu gostei do Quatro, achei ele justo, amigo... e lindo! kkkkk Vamos ver o que acharei quando ler os livros.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  2. Luana Lelis28 outubro, 2014

    Nossa, adorei a resenha, me deixou mais curiosa e doida para ler também hahah (=

    ResponderExcluir
  3. Isabela Ladeia28 outubro, 2014

    Oi, já li toda a trilogia e me apaixonei pela história, mas o final de convergente me deixou com o coração na mão. Gostaria de ler Quatro tbm e conhecer um pouco mais dele e o seu lado na história...

    ResponderExcluir
  4. Esta resenha só atiçou a minha vontade de ler, sempre gosto de saber o ponto de vista de outros personagens, o que as vezes só é possível em algumas adaptações cinematográficas. Achei que o livro fosse mais grosso por causa do tempo que é narrado.

    ResponderExcluir
  5. Andressa Nunes28 outubro, 2014

    Bela resenha, destacou os pontos relevantes do livro, despertando o interesse dos leitores.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Ainda não li a trilogia Divergente, mas morro de vontade, achei muito legal a iniciativa da autora de escrever este livro, deve ser muito bacana para os fãs da trilogia acompanharem a mudança e o amadurecimento do Quatro, que é um personagem e tanto!
    Adorei saber que o livro é curtinho, fácil e fluído, quem não ama histórias assim?
    Ótima resenha!
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  7. Ai Rafa
    como você faz isso com meu bolso? tem pena não? rs
    eu pensei que esse livro seria totalmente dispensável, mas cara, Four é meu marido, e preciso saber melhor sobre os sentimentos dele hahahah
    Listinha de natal já tem um novo livro. Obrigada, tá.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa,
    Tudo bom?
    Te encontrei lá no blog Daily of books gostei muito do seu blog e já estou te seguindo. Queria te deixar um convite hoje, sou autora do livro Vingança Mortal, uma história de suspense ambientada em Lageado Grande/RS, repleta de intrigas e mistérios, onde cada pessoa esconde um segredo e alguns são fatais. Gostaria de lhe avisar que estou com parcerias abertas para blogs, se tiver interesse pode me enviar um e-mail "raquel.machado2014@yahoo.com.br". Você pode conhecer mais a história na página abaixo:
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/p/vinganca-mortal.html
    Obrigada desde já.
    Raquel Machado
    Escritora Vingança Mortal
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
  9. Eu comprei esse livro em inglês e depois se eu gostar, que eu acho que vou mesmo, compro em portugues. Sim, sou a louca que quando gosta de um livro tem ele nas duas versões. Eu curto muito essa série, e amo o Four!

    www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  10. Eu li Divergente há um tempo. Não curti tanto, mas como gostei do filme, acabei tentando ler o segundo e abandonei. Eu achei essa capa mais bonita do que todos os livros da série, mas duvido que vá lê-lo tão cedo.
    Beijinhos
    Iris
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu li a trilogia e amei! São meus livros preferidos. Não tinha como parar de ler, são demais! Veronica é ótima e fez com que os personagens tivessem significado; eles pareciam reais. Ela conseguiu fazer com que eu me emocionasse com cada parte da história. Chorei muito e amei o livro. A melhor trilogia de todas!!! Ah! Amei o livro do Quatro também. O melhor de tudo é que enquanto lia a trilogia, mistérios que não sabíamos antes, iam se revelando. Daí, quando lemos o Quatro, já sabíamos desses segredos e entendíamos de uma outra perspectiva. Foi muito legal ver tudo de novo, mas desta vez, na cabeça de Tobias! Parabéns a Veronica pelos livros e a vocês, pela resenha!
    Beijos, Suiany

    ResponderExcluir
  12. "Convergente" já tinha me deixado envolvida com o ponto de vista do Quatro, então esse livro é só amor!

    No meio de "Insurgente" eu cheguei a ter minha dúvidas sobre a narrativa da Verônica, mas assim que eu terminei eu tive certeza de que ela é ótima!

    ResponderExcluir
  13. Tenho os 3 primeiros livros da série, mas ainda não tive coragem de ler por causa do final. Não gosto quando os autores estendem demais as suas trilogias e séries, só que o Four parece um personagem tão interessante, que me parece ter válido a pena mais esse livro. Vamos ver quando eu vou ler! =)

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  14. Super ansiosa para ler este livro! Vamos finalmente descobrir quando o Quatro começou a confiar e gostar da Tris em Divergente, acho que vai ser legal (:

    ResponderExcluir
  15. Estou super ansiosa para ler "Quatro". Já li a trilogia Divergente e adorei, com exceção do final de Convergente que fiquei meio decepcionada.

    ResponderExcluir
  16. Não li nenhum livro dessa trilogia, mas já ouvi falar sobre ela. Participei de um evento sobre A Seleção, onde eles falaram sobre Convergente, e muitos que estavam lá afirmaram que não gostaram por vários motivos. Disseram que tem contradição, e pontos negativos na história. Bom, não posso afirmar nada, não li, mas foi isso que ouvi.

    beijos.
    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Eu li os dois primeiros livros da trilogia, mas ainda estou para ler o terceiro e espero poder ler Quatro. Achei interessante um livro com o ponto de vista de Tobias.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Rafa!
    Estava louco para ler alguma resenha desse livro.
    Assim como você, adoro o Quatro. Fico feliz que seja um bom livro. Isso deixa-me mais aliviado.
    Eu sempre quis conhecer mais dele. Mas só lerei esse livro após concluir a leitura da trilogia. Só li "Divergente", mas tenho toda a trilogia.
    Espero não me decepcionar. Se der, depois participarei da sua promoção, viu? Vai que eu tenho sorte... Hehe
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Rafa! Só falta este na coleção e não vejo a hora de conferir, ele foi meu personagem preferido em toda a série, mesmo com sua mudança acentuada no último livro, ele foi importante demais para perder o brilho. A leitura será uma ótima oportunidade de matar saudades, a série vai fazer falta.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Gosto muito da série divergente, curto muito distopia, e fiquei bastante curiosa em ler esses quatro contos narrados pelo ponto de vista de Tobias Eaton.

    ResponderExcluir
  21. Oi Rafa :]
    Confesso que nunca tive tanto interesse na série Divergente porque me contaram spoilers e realmente fiquei desanimada mas a professora Miriam comentou tanto sobre a série que me despertou certa curiosidade! Quero muito ler, estou ansiosa.

    ResponderExcluir
  22. estou louca p/ ler esta série, a unica coisa q sei sobre estes livros foi na resenha, mas faz muito tempo q tenho vontade de ler esta série.

    ResponderExcluir
  23. Olá.

    Eu gostei muito dessa resenha. Eu comecei a ler a série porque tava muito tempo no meu drive , e só tenho pdf enquanto não posso comprar rs. E me apaixonei pela história, por tudo, então esse é mais um livro que eu quero muito ler, e cada resenha que leio me deixa mais animada ainda haha.

    ResponderExcluir
  24. Gostei de conhecer mais um pouco do personagem. Não imaginava que a vida dele tivesse sido assim. Foi revelador e agora dá pra entender um pouco o lado dele. com certeza quero este livro na minha coleção. Preciso descobrir mais sobre o Quatro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Até agora, o único contato que tive com o personagem foi com o filme. Achei a resenha bem interessante, me despertou certa curiosidade kkk Pretendo, o mais rápido possível, ter a trilogia e depois esses contos.

    http://bibliotecacolorida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Oi Rafa, tudo bem? Aah, Quatro ♥ um dos meus maiores amores literários... sério, acho ele um personagem tão misterioso, tão complexo e tão apaixonante. E com certeza preciso ler esse livro, e saber mais da vida dele... de como ele era quando escolheu a Audácia, como foi a Iniciação dele, como ele desenvolveu suas amizades, suas habilidades e tudo mais. Deve ser bem interessante esse ponto de vista dele... e sério, eu to precisando disso... porque, por mais que eu ame ele, eu me senti um pouco decepcionada com a narração dele em Convergente... não sei porque, eu estava bem animada, mas sei lá, não funcionou tão bem quanto eu esperava.

    Adorei a resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  27. Eu gostei muito da série e até do final que todo mundo odiou, acho que nem tudo tem que ser perfeito afinal a vida também não é.Fiquei com muita vontade saber um pouco mais sobre Quatro, gosto muito dos livros que mostram o outro lado acho que todos deviam ser assim duas versões, mas ainda bem que não tem, eu ia querer e meu bolso não ia ficar nada feliz rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária