Leituras da Candi: "O Lado Bom da Vida"

"Oi, meu nome é Candida Desirée, mas você pode me chamar de Candi, tenho 18 anos e moro na Bahia. Sou apaixonada e viciada em livros, séries de TV, cinema, Harry Potter, Percy Jackson e Game of Thrones. Se a vida ficar ruim, abra um livro e mergulhe na verdadeira fantasia."
"Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele 'lugar ruim', Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um 'tempo separados'. Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança."

Esse livro ficou bastante conhecido por causa do filme homônimo, que recebeu várias indicações ao Oscar, e também por ter feito Jennifer Lawrence receber o prêmio de melhor atriz, e levou muitos a lê-lo, inclusive eu. Pat é aquele tipo de personagem que consegue ser otimista e sempre pensar no lado bom das coisas, mesmo após muita coisa de ruim ter acontecido com ele. Ele também é bastante delicado e gentil, e acha que esse tipo de pensamento e sua melhoria física e mental vai fazê-lo ter sua esposa de volta. E a sua crença em finais felizes que faz acreditar que terá Nikki de volta, mesmo após 'os tempos separados', no qual ele estava na clínica.

O livro começa quando sua mãe o tira da clínica, e ele volta a viver com os pais, e tem que se adaptar a não estar mais na clínica, principalmente porque tem várias coisas estranhas acontecendo com ele. Seu pai não fala mais com ele, seu irmão está bem de vida e casado (e ele nem lembra do casamento do irmão), seu melhor amigo agora tem uma filha e ele simplesmente não lembra de nada disso. Além de vários acontecimentos relacionados à Nikki. E aí que começa a se questionar por quanto tempo esteve fora. Porém isso não importa, porque tudo que quer é voltar para ela.

Durante isso tudo é que ele conhece o Dr. Patel, que vai ajudá-lo na sua melhoria, e ambos torcedores do mesmo time, acabam se tornando amigos. Seu irmão, que embora não tenha ido visitá-lo no manicômio, se mostra bastante atencioso e terno. Também temos Ronnie, o melhor amigo de Pat. E não  poderia deixar de falar nela: Tiffany. Ela sempre o segue em suas corridas diárias, e eles tem uma relação bem singular. Sempre que ele vai correr, ela aparece do nada e o segue. Até que um dia Pat a chama para sair - e quem sabe assim ela largue do pé dele.

Tiffany, assim como Pat, é desequilibrada e bastante maluca. Ela também é bem misteriosa, melancólica e muito manipuladora - além de insana, e, eu adorei ela. Achei bem impressionante a forma na qual a Jennifer Lawrence deu vida a ela no filme, e como pareceu exatamente como ela. Pat, apesar de achar ela um pouco irritante e mal esperar para se livrar dela, nem sabe como ela irá mudar sua vida.

"O lado bom da vida" é uma obra legal, e boa de se ler. Gostei muito na forma na qual Matthew Quick soube conduzir a história com uma sensibilidade única. É um livro gostoso de se ler, e também quero ler os livros que o personagem principal lê ao longo da história. Se você gosta desse tipo de história, não vai se arrepender, além de ver o filme - embora nem todo mundo tenha gostado da adaptação.

Love always, Candida.
  • Escrito por Matthew Quick.
  • Editora Intrínseca.
  • Tradução: Alexandre Raposo.
  • 255 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
*Imagem retirada do Skoob.

2 comentários:

  1. Oi, Candi! Não li O Lado Bom da Vida, e confesso que nem estava interessada nele até ver o filme. Gostei muito da adaptação e das atuações do Bradley e da Jennifer, estou curiosa sobre as palavras do Matthew na narrativa do Pat. Parabéns pela resenha! Beijos

    Letícia Valle
    Litteratura Mundi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, meninas... Será que eu sou a única que ainda não leu ou assistiu O Lado Bom da Vida? =O
      A cada comentário eu fico mais curiosa para ler e assistir. Espero gostar tanto quanto vocês.

      Beijocas, Lê.

      Excluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária