O Verbo Delas: Eva Luna

Meu nome é Renata Lôbo, tenho 26 anos e moro em São Paulo. Sou mamãe 24h por dia, estudante de Letras cinco dias por semana, leitora compulsiva, e escritora amadora nas horas vagas. E essa é a Coluna O Verbo Delas. Espero que gostem!
Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Como esse foi o mês das mulheres, o Verbo Delas faz uma homenagem trazendo uma personagem mais que especial, é a personagem Eva Luna do livro homônimo da autora chilena Isabel Allende.


Eva, órfã e analfabeta, tem um dom que a difere dos outros, ela é uma contadora de histórias! O livro acompanha a sua vida desde seu nascimento até o momento em que ela conhece o jornalista Rolf Carlé que terá sua história contada paralelamente à de Eva.

Ela nasceu e cresceu na pobreza, mas isso nunca a impediu de ver a magia das palavras, de se perder em um mundo imaginário e de encantar a todos com sua inocência e sua forma de encarar o mundo. Filha de uma empregada doméstica, se tornará órfã e será explorada pela madrinha, que a fará trabalhar como empregada a partir dos sete anos de idade. Mas isso é só o início, ela irá fugir após vários patrões e irá encontrar Huberto Naranjo que se tornará seu grande amigo de infância e um futuro guerrilheiro na América do Sul, irá também conhecer um turco com lábio leporino que lhe ensina sobre o amor e sobre as letras.

Eva, essa Sheherazade latino-americana, irá viver muitas aventuras, irá encontrar todos os tipos de pessoas ao longo do caminho, contará milhares de histórias e se envolverá em algumas. Sua história acompanha um conturbado cenário político que envolve ditaduras e golpes militares, um cenário que se desenvolve em paralelo à sua própria história. Sua vida é marcada por desencontros, personagens excêntricos e suas histórias que se entremeiam e fundem com a própria Eva em uma mistura de imaginação e realidade.

A menina irá crescer traçando seu próprio caminho, se perdendo e se encontrando, sempre agarrada a seus sonhos, com uma força inabalável e uma capacidade de sonhar única, ela irá buscar sua felicidade com todas as suas forças.
"... a realidade não é apenas o que se vê à superfície, tem também uma dimensão mágica e se alguém o deseja veemente é legítimo que a exagere e lhe dê uma cor para que a passagem por esta vida não seja aborrecida."
*O livro foi publicado pela primeira vez em 1987 e teve diversas edições no Brasil. O livro da foto é uma antiga edição das editoras Record e Altaya da coleção Mestres da Literatura Contemporânea publicado entre 95 e 97.

2 comentários:

  1. Gente, nunca tinha ouvido falar desse livro. A história parece ser muito bonita. Esse tipo de livro me lembra muito Pequena Abelha e, mais recentemente, A Invenção das Asas.

    ResponderExcluir
  2. Eu já li outros livros desta escritora, e adorei, este aqui ainda não tive a oportunidade. na verdade seria uma ótima opção para retomar sua obra. O que mais gostei foi Filha da Fortuna.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária