Leituras da Candi: "Carrie, a Estranha"

"Oi, meu nome é Candida Desirée, mas você pode me chamar de Candi, tenho 18 anos e moro na Bahia. Sou apaixonada e viciada em livros, séries de TV, cinema, Harry Potter, Percy Jackson e Game of Thrones. Se a vida ficar ruim, abra um livro e mergulhe na verdadeira fantasia."
"Carrie, a Estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.

Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.

Com tantos ingredientes de suspense, Carrie, a Estranha logo se transformou num enorme sucesso internacional e passou a integrar a mitologia americana. Ao ser transportado para as telas, em 1976, pelas mãos de Brian de Palma, teve a atriz Sissy Spacek e John Travolta em seus papéis principais." 

Pra quem não sabe, essa foi a estreia de Stephen King no mundo dos livros, e acho que ele não poderia ter começado de maneira melhor. Quem conhece bem a história, sabe que ele começou o início da história e jogou os rascunhos fora, mas sua esposa encontrou e o incentivou a  escrever mais e enviar para uma editora. E acho que todos nós deveríamos agradecê-la por isso.

Eu definiria a história de Carrie cheia de suspense e sofrimento. Sofrendo de alguns problemas de ordem fisiológica, criada sob a pseudo proteção de uma mãe com uma religiosidade que vai além de um simples fanatismo e alvo de constantes atos de bulyng no colégio, desde a idade mais tenra, é natural imaginar que Carrie, de certa forma, encaixe-se no estereótipo de uma pessoa "estranha". Carrie é o que eu chamaria de vítima da sociedade. 

Dono de um dos finais mais clássicos e fantásticos que já vi, não poderia ser mais recomendável. Também inspirou a adaptação de três filmes.

Love always, Candida.
  • Escrito por Stephen King.
  • Editora Ponto de Leitura.
  • Tradução: Adalgisa Campos da Silva.
  • 290 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
*Imagem retirada do Skoob.

4 comentários:

  1. Oi gente! Preciso ler este livro, eu gosto muito deste autor, li alguns, mas este clássico ainda não, o filme não pude conferir ainda, mas quero ver o mais antigo, pelo visto é melhor.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro o livro de Carrie, na verdade tb gosto dos filmes. Cada um tem um estilo úico mas ao mesmo tempo todos remetem bem à olha do autor *-* Mas eu ainda prefiro o iluminado rs

    ResponderExcluir
  3. Eu amei o livro. Esse foi meu primeiro contato com o Stephen e virei fã. Ainda não conferi os filmes mais em breve vou vê as adaptações.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oie tudo bem ainda não li nada do autor Stephen King, mas tenho uma certa curiosidade em me aventurar nesse genero, já vi o filme e curti, mas o livro tende a ser algo bem mais profundo e que mexa mais com a imaginação, espero mesmo ler!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária