Resenha de "Deixe a Neve Cair"

Simples e irresistivelmente adorável. Tentarei ao máximo não inserir muitos "aaaah" ou "awn" durante a resenha, conterei meus suspiros e minha animação. Deixe a neve cair me ganhou logo nos primeiros parágrafos e assim que terminei de lê-lo, tive vontade de reler cada diálogo, cada página, cada conto.

Em O Expresso Jubileu, na véspera de Natal, Jubileu  Dougal (sim, este é o seu nome e não, ela não é uma stripper) está contando as horas para ir ao encontro de seu namorado, Noah, no Smorgasbord Anual da Noite de Natal da família dele. Sem mencionar que eles completariam um ano de namoro. Além dos motivos óbvios, o dia 24 prometia ser uma data mais do que especial.

Entretanto, Julie não poderia prever que seus pais seriam presos por conta de um tumulto na sala de exposição da Flobie, lugar onde vende peças de cerâmica colecionáveis da Cidade do Papai Noel Flobie, e tivesse que embarcar em um trem às pressas para a casa de seus avós. Para piorar a situação, acontece a maior nevasca dos últimos cinquenta anos e o trem que estava a caminho da Flórida atola na neve em uma cidade desconhecida, Gracetown. 

Então, Julie decide se aventurar pela neve e ir até a aconchegante e quentinha lanchonete Waffle House que estava a poucos metros do trem. Lá, ela conhece o gentil e amável Stuart, um garoto que ainda está tentando juntar os pedacinhos de seu coração partido e acaba lhe fazendo companhia nesse atípico Natal.
"Eu estava em um daqueles dias em que você sente que a vida... gosta de você." p. 10
No conto O Milagre da Torcida de Natal, Tobin e seus dois melhores amigos, JP e Duke, estão aproveitando a noite de véspera de Natal no conforto de sua casa, assistindo a uma maratona de James Bond. O plano era esse, ponto, e depois, ele iria passar o dia 25 na casa da Duke, já que seus pais tiveram um imprevisto no aeroporto e não conseguiram voltar para Gracetown.

Até que eles recebem um telefonema de Keun, o assistente da gerência em exercício da Waffle House, avisando que quatorze líderes de torcida apareceram na lanchonete. A euforia toma conta do ambiente por n motivos, então, eles decidem enfrentar a nevasca com Carla, a SUV Honda dos pais de Tobin, e ir até lá.
"E às vezes esse meio feliz parece tão incrível que você pode se convencer de que não é um meio, mas durará para sempre." p. 185
Enquanto isso, em O Santo Padroeiro dos Porcos, Adeline Lindsey está sentindo-se miserável. Sua vida está uma catástrofe desde o término de seu namoro e tudo por culpa dela. Como se isso não bastasse, todos ao seu redor parecem concordar, sem hesitar, que ela é demasiadamente egoísta e só vive em seu próprio mundinho, apesar de ser uma boa garota.

Um dia depois do Natal, Addie se propõe a provar que mudou e não é mais aquela garota chorona e egoísta. Ela faria uma pausa no trabalho, como barista na Starbucks, e cumpriria a promessa de buscar na Pet World (que fica em frente ao seu trabalho) o miniporco de Tegan, uma de suas melhores amigas, mesmo que isso signifique enfrentar o passado e pôr em jogo sua coragem.
"- Você só precisa dar uma boa olhada em si mesma, mudar o que precisa ser mudado e seguir em frente, querida." p. 281
Que parceria! Os três contos ficaram tão bem amarrados, com uma harmonia tão suave e natural, que você não pensaria, nem por um minuto, que foram escritos por autores diferentes. Sim, o estilo de escrita é, de fato, bem diferente, mas, ainda assim, houve uma perfeita sincronia entre eles.

Todos os contos são narrados em primeira pessoa (por Jubileu, Tobin e Addie), o que contribuiu para a nossa familiarização, nos aproximando dos personagens e do lugar. Já que sabemos ao fundo os sentimentos de cada um e suas percepções sobre tudo ao redor. Tornando-os mais críveis. A leitura flui com uma rapidez gritante, tentei ler um conto por dia, mas fiquei tão envolvida que o li de uma vez. 

O ponto de partida das histórias é a falha dos planos iniciais, ou seja, absolutamente nada acontece como os personagens principais haviam planejado. Apesar de todas as histórias os levarem ao mesmo lugar e mencionarem todos os personagens, criando um elo entre as narrativas, cada uma delas dá um enfoque maior em um ponto diferente. A primeira é mais emotiva, já a segunda é mais engraçada, enquanto a terceira lida mais com a forma como nos vemos. Mas todas nos fazem refletir sobre como agimos, com quem estamos nos envolvendo, a enxergar o óbvio, tentar promover mudanças positivas em nós mesmos e aproveitar o que a vida nos proporciona, mesmo que não seja aquilo que nós havíamos planejado. 

Os personagens principais são carismáticos, divertidos e apaixonantes; eles amadurecem bastante no decorrer na narrativa e essa mudança é palpável. Difícil escolher um favorito, pois, mesmo achando a Addie chata e cheia de mimimi ("ninguém me ama, sou uma droga, vamos conversar sobre minha nova crise"), eu gostei dela, já que há uma mudança significativa em seu estado de espírito. Tanto os principais quanto os personagens secundários foram muito bem elaborados. 

São contos que agradam e cativam. Os diálogos, as cenas românticas *suspiros* e de aventura são memoráveis, além de serem absurdamente engraçadas. Fiquei com aquele sorriso bobo no rosto incontáveis vezes, mas também quase chorei de rir em outros momentos. São leves e intensos. Aquele tipo de livro que você olha e pensa: "isso é puro amor!".

A capa é envernizada, bem linda e delicada. A diagramação e a revisão também ficaram ótimas, tem flocos de neve em todo início de capítulo. Leiam, vale muito a pena, tudo na medida certa e com histórias de amor sem "melação". Quer ganhar um exemplar de Deixe a neve cair e deixar a magia natalina cair também sobre você? Clique aqui e participe da promoção! 
  • O Expresso Jubileu foi escrito por Maurren Johnson, O Milagre da Torcida de Natal por John Green e O Santo Padroeiro dos Porcos por Lauren Myracle.
  • Editora Rocco Jovens Leitores.
  • Tradução: Mariana Kohnert.
  • 335 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo! 
*Exemplar para resenha.

27 comentários:

  1. Oi Rafa!!
    A resenha ficou ótima, conseguiu expressar toda sua emoção durante a leitura. Também ameeeei o livro, achei fofíssimo e engraçado, os três contos são muito bem amarrados, como você mencionou. A química entre os três autores foi tão forte que eu não considero Deixe a Neve Cair como um livro de contos, mas como uma história única, que terei prazer em reler todo final de ano!!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  2. Esse mês eu vi bastante esse livro por aí.
    Ele tem a capa muito fofa mesmo.
    beijos
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafa :)
    Estou louca por esse livro! Capa linda, contos bacanas, me ganhou! De todos, o que mais me chamou atenção foi O Santo Padroeiro dos Porcos, tanto pelo nome como pela história.
    Tão bacana quando há essa química entre autores, né? Acaba deixando a leitura mais gostosa!
    Beijos
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir

  4. Amei a resenha completamente. Eu fiquei louca para ler esse livro a algum tempo e confesso que só pelo nome do John Green, mas depois me desanimaram falando que não gostaram bem do conto dele...haha Mas agora lendo sua resenha me animei novamente!!! Achei a capa linda, de perto deve ser mais linda ainda...:)

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Estou desesperada por esse livro! Amo contos e só vejo elogios em relação à esse livro. Dizem que os contos são ótimos, mas o mais fraquinho é o do John Green. Queria muito um livro que fosse assim, cheio de amor, estou numa fase que estou correndo atrás de histórias românticas.
    A capa está linda, ela me fez ficar com mais vontade de ler o livro.
    Beijos!

    http://temponaoperdido.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    nossa adorei a resenha. O livro parece ser mto lindo!
    Mas não curto mto os livros do autor, são mto tristes rs

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Quando foi divulgado o lançamento do livro não me interessei muito. Não cheguei a ler toda a descrição do livro...
    Mas depois desta resenha! Ansiosíssimo para ler.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafa! Eu li esta semana e achei a junção dos três contos excelente, e a minha história preferida foi O expresso Jubileu, e olha que foi por causa de J. Green que comprei o livro, no final acabei conhecendo duas outras ótimas autoras. Um feliz 2014 pra você linda, de muitas alegrias e realizações e claro, muitos livros maravilhosos.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. As histórias me pareceram bem interessantes e a capa é muito bonita.
    Espero poder ler este livro.

    ResponderExcluir
  10. Dos exemplares natalinos esse foi o que mais fez sucesso falo isso baseadas em resenhas. A capa ficou realmente linda, e a inter-relação entre os contos que você mencionou dá uma dinâmica bem interessante pois o ambiente você já conhece daí é só associar outros fatores. A mensagem é um legal pois quantas vezes nós nos estressamos por algo que não deu certo e simplesmente por isso deixamos de aproveitar o momento.
    Gostei muito da resenha

    ResponderExcluir
  11. Ouvi falar pouco desse livro, mas pelo que ouvi ele é bom. Mas até então nenhum comentário tinha me conquistado. Com a resenha me convenceu que tenho que lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  12. Ótima resenha, parece que os três contos do livro serão bem legais na minha leitura!

    ResponderExcluir
  13. Ainda não li o livro, mas quero muito ler. Parabéns pela resenha. Essa capa é lindíssima.
    Beijos

    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Só em ter um dos contos escrito por John Green, já estava na minha lista de próximas aquisições. Acho muito legal quando rola esses links entre um conto e outro. Fiquei muito mais curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  15. Já ouvi falar muito bem deste livro, o que só se confirmou com a sua resenha.
    Gostaria muito de lê-lo.

    ResponderExcluir
  16. Gosto bastante de livros de contos, para se ler um por vez, mas legal que esses são bem amarrados.
    Parece divertido e tocante - palavra ótima para época de Natal.
    Vou adorar se eu ganhar essa promoção, mas vou guardá-lo para ler em dezembro hehehe

    ResponderExcluir
  17. já vi tantas resenhas desse deixe a neve cair e quase todos estão falando bem a respeito desse livro, eu amo livros de contos e esse parece ser bom, ainda mais que tem como um dos escritores o John Green :) amei a resenha

    ResponderExcluir
  18. Estou louca pra ler *-* Já li várias resenhas e a vontade de ler só aumenta *o* John Green, Maurren Johnson e Lauren Myracle ♥
    ▬ http://shy-confident.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Rafa,
    Esse livro com certeza virou prioridade na minha lista, não resisto a contos... A história parece bem cativante, do tipo que você lê e já se apaixona. A capa por si só já me prendeu, e ainda um conto escrito por John Green. Deve ser perfeito...
    Bjs

    http://readingthesong.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Ah, tem John Green na parada, eu estou lendo. Admito que tenho outras prioridades, no entanto, mas definitivamente lerei o livro em algum momento. Até eu estou segurando uns 'owwwn's aqui

    beijitos

    ResponderExcluir
  21. Estou curiosa com este livro.
    Tadinha da garota Jubileu não é o melhor dos nomes.
    Achei o mote do conto do Green um tanto sem graça, foi o que menos me agradou.
    Mas o conto da Maurren me deixou bem empolgada e querendo ler, tumulto numa loja parece cena de filme de natal.
    Essa última mocinha parece a mais chatinha, né? Sorte que voc~e diz que amadurece!!!

    ResponderExcluir
  22. Adorei a resenha!! Estou louca para ler

    ResponderExcluir
  23. Oi Rafa!!
    Sou louca pelo Jhon Green e quando soube da parceria com outros dois autores fiquei super curiosa para outra história emocionante que ele iria escrever.
    Achei o livro super diferente nao so dos que eu costume ler mas tambem dos livros que li de Green adorei os contos e fiquei muitooo curiosa pra ler.
    Ja vi muitas pessoas dizerem que o livro é fofo e promete boas risadas.
    Adorei sua resenha.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  24. Oi Rafa!!
    Ainda tentando segurar os suspiros aqui rsrs.
    Adoro os livros do Jhon Green e quando soube que ele iria fazer parceria com outros dois auto fiquei super curiosa pra saber como ia ser o resultado.
    Gostei muito dos dois primeiro contos, fiquei bem animada por ser um livro bem diferente dos que eu costumo ler. Parece ser um livre bem fofo e que promete boas risadas.
    Adorei sua resenha.
    Bjos

    ResponderExcluir
  25. Gosto muito de histórias que se passam na época do Natal e estou doida pra ler esse livro!

    ResponderExcluir
  26. Quero muito ler, a cada vez que vejo falando sobre ele ou algum trecho minha vontade aumenta. *-*

    ResponderExcluir
  27. Já passou o Natal e foi aquele auê com esse livro. Não li e ainda quero ter a oportunidade de conhecer os contos desses autores queridos e talentosos!

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária