Leituras da Candi: "A culpa é das estrelas"

"Oi, meu nome é Candida Desirée, mas você pode me chamar de Candi, tenho 17 anos e moro na Bahia, sou apaixonada e viciada em livros, séries de TV, cinema, Harry Potter, Percy Jackson e Game of Thrones. Se a vida ficar ruim, abra um livro e mergulhe na verdadeira fantasia."
"A culpa é das estrelas" narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel Grace, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.

Hazel tem câncer desde os 13 anos e naquela época seu estado havia sido diagnosticado como terminal, porém três anos depois, ela ainda vive devido a milagres da medicina que conseguiu encolher seus tumores. Ela torna-se acostumada a conviver com a doença, sem jamais esquecer-se de sua presença. Tudo começa quando sua mãe decide que Hazel está deprimida demais e assim ela tem de frequentar um grupo de apoio, e é ai onde ela conhece Augustus Waters, e a partir dai sua vida muda completamente.

Nunca tinha lido nada do John Green, apesar de conhecer sua fama, e creio que eu tenha feito uma boa escolha. Pelos comentários que peguei sobre esse livro, percebi que ele parecia ser do tipo que ou você ama, ou você o odeia, e senti dúvida qual dos dois eu iria sentir, mas devo adiantar que não me decepcionei. Sem falar que a capa é um grande motivo para você querer ler, e a citação (“você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais” ) que aparece nela é completamente verídica.

É uma história trágica e apaixonante. Transborda uma excelente lição, e você dá risadas, ao mesmo tempo em que se emociona com os acontecimentos, e chora com intensidade. Apesar de histórias envolvendo personagens com câncer sejam clichês, esse é um clichê narrado de uma forma arrebatadora e difícil de se encontrar em qualquer outra obra. Não é apenas uma história da garota que tem câncer, como disse a própria protagonista. Hazel é forte, passional e bastante carismática. Tem-se muito a aprender com ela. Você percebe a realidade de pessoas que tem os dias contados e é sufocante ver o desejo deles de viver.  É recomendável que o leia com uma caixa de lenços do lado, porque você vai chorar muito!
"Aparentemente, o mundo não é uma fábrica de realização de desejos."
Love always, Candida.
  • Escrito por John Green.
  • Editora Intrínseca.
  • Tradução: Renata Pettengill.
  • 288 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • A adaptação de A Culpa é das Estrelas já está confirmada e terá no elenco Ansel Elgort (Augustus) e Shailene Woodley (Hazel).
*Imagem retirada do Skoob.

14 comentários:

  1. Adoreeei o texto!! Também fiz resenha e ri muito com o livro, apesar de ser triste! Ri mais do que chorei, mas me apaixonei pelo Gus e senti tudo ao máximo!! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, "A CULPA É DAS ESTRELAS" foi um dos melhores livro que eu já li, a história é emocionante e divertida, não nos força a rir...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. eu sou doida pra ler essa história, acho que vou chorar bastante. ainda não li nada do green, mas acho que pode ser uma ótima aposta!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa, um livro maravilhoso que todo mundo deveria ter oportunidade de ler e aprender um pouco.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro foi um dos melhores que li esse ano!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei esse livro! Um dos melhores que li, simplesmente incrivel *-*

    Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha.

    Eu fico no muro com histórias assim, mas já estou atrasado. Estão todos comentando sobre ele, vai ter até filme... Preciso ler.

    ResponderExcluir
  8. Já li dois livros do autor e gostei bastante, acabei de Comprar quem é você Alasca, mas este aqui eu ainda não me rendi, são tantos elogios que tenho medo de me decepcionar, quem sabe mais pra frente.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafa! :)
    Esse livro parece ser MUITO emocionante mesmo. Pior que eu sempre falo que vou adiantar a leitura dele e acabo nunca lendo. Chato, né? Acho que vou ler o QUANTO ANTES.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  10. Esse livro é incrível, eu amei ele em todos os sentidos , o John Green mostrou um lado diferente do câncer, ele nos deu uma protagonista forte, inteligente, decidida e um mocinho apaixonante, esperto, divertido, apaixonante, apaixonante, e hã, eu já disse apaixonante? É como você disse, no mesmo momento que você está rindo, também está chorando, o autor misturou ambos os sentimentos e você é obrigado a lidar com a dor deles e ao mesmo tempo se divertir com a forma como eles lidam com isso, eu não esperava aquele final, e por mais clichê que possa parecer, eu desejei um final feliz, eu desejei que desse tudo certo, que as coisas se resolvessem, mas infelizmente, a vida real não é assim. O final é de partir o coração em milhões de estilhaços, a história vai além de uma menina com câncer, é uma história de amor fora do comum, o John Green criou uma história que todos, TODOS, deveriam ler...
    Beijos, resenha PER-FEI-TA!

    ResponderExcluir
  11. Adoro esse livro ♥
    E é verdade, você ri e chora e chega um ponto que você não sabe mais se está rindo ou chorando. Acho que todos os livros do John tem essa narrativa que foge dos padrões do tema. Enfim, escolheu um ótimo livro pra começar a ler do autor *-*

    ResponderExcluir
  12. Oi Rafa,

    Li A culpa é das estrelas no inicio desse ano, amei tanto.. senti tanto com ele. E desde entao sou mto fã do John Green. E sabe, esse livro meio que marcou minha vida, é um meio clichê que quando sai das páginas e vai pra vida real não se torna mais clichê. Estou com um caso de câncer na família, e faz algumas semanas q descobrimos. E toda vez que olho ACEDE na minha estante e me lembro da história me da aquela vontade louca de chorar, tanto q até estou evitando reler livros do John Green por esses tempos hahahaa é um livro tocante, me marcou e me marca mto ainda.
    Bjs flor!
    daiane
    nouniversodaliteratura.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Rafa!
    Pena que eu não curta esse tipo de enredo, vejo tanta gente falando nesse livro que me sinto "por fora" por não ter lido.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  14. Olá ! Esse foi o primeiro livro do John Green que eu li e simplesmente me apaixonei por ele. Logo depois eu li Cidades de Papel e recentemente acabei de ler O Teorema Katherine. Super concordo com essa resenha.
    Beijos ..
    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária