Resenha de "O Teorema Katherine"

Este foi meu primeiro John Green e valeu muito a pena - apesar de uma coisa aqui e ali... A narrativa é naturalmente divertida, genial e autêntica, em outras palavras, é muito fugging!
"É por isso que as pessoas enchem o saco de ouvir a ladainha dos Terminados obcecados com seus problemas: o término do namoro é previsível, repetitivo e entediante."
Quem nunca levou um pé na bunda? Ou se decepcionou em um relacionamento? Colin Singleton sabe muito bem o que é isso, afinal, ele já levou 19 pés na bunda. De 19 garotas chamadas Katherine! 

Após sua formatura do ensino médio e seu mais recente pé na bunda, Colin (garoto prodígio e viciado em anagramas) e Hassan (seu melhor e único  amigo) entram no carro e partem para uma viagem sem destino, que leva ambos até a cidade de Gutshot. Lá eles conhecem Lindsey Lee Wells, uma garota bonita e engraçada, e aceitam trabalhar para a mãe dela, Hollis.

Durante estes acontecimentos, Colin Singleton tem o tão esperado momento "eureca", que pode torná-lo um gênio e muito famoso, e decide inventar um teorema que prevê quando um relacionamento chegará ao fim: o teorema Katherine. Ele contará com a ajuda de Hassan e Lindsey para aperfeiçoar sua descoberta e terá muitas surpresas e revelações - óbvias, porém difíceis de serem notadas pelo prodígio Colin.
"- Levante daí - Hassan disse, estendendo a mão. Colin segurou-a, tomando impulso para subir, e depois tentou se desvencilhar dela. Mas Hassan apertou-a  ainda mais. - Kafir, você está com um problema complicado que tem uma solução muito simples."
Perdi a conta de quantas vezes tive que parar a leitura para rir, o autor criou personagens peculiares com diálogos inteligentes e engraçados - quem já leu algum livro dele sabe a que me refiro. Além de mostrar situações corriqueiras, excetuando a parte do javali (o que foi aquilo? haha), e como o fim de um relacionamento pode ser difícil, mas tudo com um toque de ironia.

A história é narrada em terceira pessoa e no decorrer da narrativa há alguns flashbacks de todas as ex namoradas de Colin, mas apesar de ser envolvente e cativante, tive que deixar o livro de lado por uns dias, pois achei que algumas cenas foram desnecessárias - o que tornou a trama um pouco cansativa. Não se preocupem, o livro é muito bom, mas poderia ter sido um pouco melhor, entendem?

Quanto aos personagens, gostei bastante do irônico Hassan e da mania dele de utilizar expressões e palavras de diversos idiomas; Colin é um amor, mas não tem consciência disso, e por vezes pode se tornar um tanto pedante. Lindsey é cativante e ainda está à procura de sua real personalidade. E as Katherines? Francamente, eu só gostei de algumas, mas, infelizmente, não houve espaço o suficiente para conhecer todas melhor, já que elas aparecem sob o ponto de vista de Colin.

A diagramação ficou muito bacana, com vários gráficos utilizados por Colin para fazer seu teorema; a revisão também foi muito bem feita e a capa é simples, porém muito linda. O livro ainda conta com um apêndice explicando como funciona o teorema, ou seja, pura matemática - li e achei bem interessante.
  • Escrito por John Green.
  • Editora Intrínseca.
  • Tradução: Renata Pettengill.
  • 302 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo. =) 

14 comentários:

  1. É um livro ótimo mesmo. Tem uma aura divertida. Depois desse livro. As Katherines nunca mais serão as mesmas.
    Bjs...

    ResponderExcluir
  2. Amei esse livro!
    Ache tão bonitinho os Teoremas!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafaela.
    Eu só li um livro de John Green e gostei bastante, mas confesso que a premissa de O Teorema Katherine não me atraiu, não é uma leitura que eu pretendo fazer no momento.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Oie rafa
    eu achei o livro divertido (quase engasguei na parte que Hasan diz que COlin tem hemorróida), mas nao me senti altamente conectada com os personagens, sabe? ainda prefiro os dois anteriores dele lançado no Brasil.
    bjo

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafa! Foi meu primeiro livro do autor e gostei muito, teve muitos comentários negativos que vi por aí, mas para mim foi uma leitura excelente. Estes dois amigos viajando e um deles tentando superar dor de cotovelo é muito bom, e aquela cidade e seus moradores? Que logar sem igual. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. A escrita desse autor é tão envolvente!!

    Adorei ler a Culpa das estrelas e estou ansiosa para ler esse romance :)

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Fiquei tão triste quando li algumas resenhas negativas, depois que li A Culpa é das Estrelas minha vontade é abraçar o Green, então quando fiquei sabendo sobre o lançamento desse livro fiquei curiosa e faiscando ansiedade, ainda não li o livro, mas ele faz parte da lista dos Desejados Urgentemente. O Green escreve de uma forma única, ele consegue ser genial, divertido e inesperado de uma vez só, o que me faz querer ler o livro cada vez mais, e essa capa então, como pode ser tão simples e fofa? Adorei a resenha Rafa, você mais uma vez me inspirando como blogueira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Ainda não li esse livro, mas ele está na minha lista de desejados, estou bem curiosa para saber mais sobre a trama ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafa!
    Esse livro não tinha me chamado a atenção, mas como você citou que os diálogos são inteligentes e engraçados, fiquei mais interessada.
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  10. Hmmm..
    Não me interessei muito por esta leitura não.
    Gostaria de ler por curiosidade, mas não "aqueeeele" desejo de ler.

    Beijos e uma linda semana, Lu ♥
    http://luizando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ler esse livro!
    Me apaixonei pelo autor depois de ler A Culpa é das Estrelas e agora quero todos os livros dele!
    Parabéns pela resenha, parece um livro engraçado ^^
    Beijos
    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Estou interessado em ler esse livro, pelo fato de ser do John Green.
    Já li ACEDE e curti muito. Acredito que "O Teorema Katherine" seja BEM diferente, mas há possibilidades de que eu goste.
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  13. Acho que a parte mais genial desse livro foi o John ter realmente usado matemática para escrever, e os anagramas,que são muuuito legais.

    Assim, acho que esse livro é ó-ti-mo para casos como o seu, do primeiro John Green. Não que eu não tenha gostado do livro, ele é diferente e divertido de um jeito que só o John consegue fazer, mas acho que estava tão impactada por Alasca e ACedE que... faltou alguma coisa, sabe?

    Talvez por estar acostumada ao estilo mais triste dos livros do autor, ou por estar esperando outro Alasca da vida... não sei. É um livro bom, mas ainda acho que não é um dos melhores trabalhos do autor.

    Beijitos e leia Alasca!! ;D

    ResponderExcluir
  14. Lhe entendo, alguns livros são muito bons mas pecam em algumas partes massantes. Do autor só li Cidades de Papel e também encontrei trechos assim, mas devorei o livro de uma só vez sem nenhuma interrupção. Ansioso para ler esse! Abraços

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária