Resenha de "A Sombra da Serpente", As Crônicas dos Kane #3

Contei os dias para lê-lo, mas assim que cheguei em casa com o livro nas mãos, decidi esperar mais pouco. Contraditório, eu sei. Eu estava ansiosa e ao mesmo tempo desanimada, afinal, este é o último livro da trilogia. 

Enfim, drama à parte, esta foi uma das melhores leituras de 2012! Rick Riordan sabe o que faz, e o faz muitíssimo bem. 
"- Ah, vamos nos divertir! - Setne falou animado. - Vamos indo? O Dia do Juízo Final não vai esperar!"
O Caos se espalhou e Apófis quer engolir o sol, transformando tudo em completa escuridão e assim, destruindo o mundo que conhecemos.

Carter e Sadie Kane, com a ajuda de alguns deuses e magos, precisam descobrir (em um curto espaço de tempo) um meio de evitar o fim do mundo. O que se torna uma tarefa bem árdua já que a Serpente do Caos queimou todos os livros que informavam como destruí-la. 

Uma busca incansável pela solução e viagens nada agradáveis ao Duat - especialmente para um dos lugares mais temíveis: a terra de demônios, onde se encontra o mar de Caos. Incertezas, traições, responsabilidade e o constante medo é o cerca os irmãos Kane nesta guerra contra Apófis.
"Quanto mais nos aproximávamos da cabeça da serpente, mais difícil ficava para nos mexermos. Eu sentia como se estivéssemos atravessando camadas de calda translúcida, cada uma mais densa e resistente que a anterior. Olhei em volta e percebi que a maioria de nossos aliados havia recuado. Alguns eu nem conseguia ver por causa da distorção do Caos."
Confesso que demorei, propositalmente, para terminar de lê-lo, porém, minha curiosidade em saber o que iria acontecer foi maior e não me deixou enrolar por muito tempo. Fico contente em informar que tudo foi devidamente concluído e explicado, sem pontas soltas ou momentos desnecessários (podem comemorar!).

A trama é envolvente e muito divertida, apesar de ter se tornado - ao longo da trilogia - mais tensa e obscura. Mesmo que algumas situações e resultados sejam bem óbvios, a história não perde a sua graça e emoção. O autor, com sua típica escrita peculiar e acolhedora, conseguiu torná-los em algo único. Enfim, é um livro, ou melhor, uma série bem gostosa de se ler. Diverte, emociona, cativa e ainda te informa o tempo todo sobre mitologia egípcia. 

Muitas personagens novas aparecem e aqueles que fizeram participações especias nos outros dois livros retornam. Gostei bastante de ver o crescimento de Sadie - que era a chatice em pessoa, mas agora é um amor e apenas ligeiramente irritante -, o Carter continua adorável, o deus Hapi foi um dos personagens mais engraçados deste livro, assim como Setne, mas ele me deixou bem estressada em certos momentos.

Quanto ao romance, a história está repleta de quotes lindas, mas se eu inserisse qualquer uma delas na resenha seria spoiler, então achei melhor evitar. Eis que surge a perguntar que não quer calar: com quem Sadie Kane ficará? Com Walt Stone ou com o deus Anúbis? (Ambos são incríveis) Eu acertei de cara o que iria acontecer, só para constar. haha Carter e Zia também são um show à parte, lindos!

Achei a capa muito bonita, o título é prateado e algumas partes da ilustração são envernizadas. Relembrando que a história é narrada em primeira pessoa e os capítulos são alternados, ora é Carter que narra ora é Sadie. No fim do livro há um glossário com os termos egípcios que foram utilizados e uma lista de todos os deuses/deusas mencionados. Parabenizo a editora pela revisão, que ficou maravilhosa.

11 comentários:

  1. Oi Rafa!
    Ainda quero arrumar um tempinho para ler essa série, é ótimo que o autor tenha mantido o ritmo e terminado de forma empolgante. Adorei saber que rola um romance ;)
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um romance muito fofo, por sinal.
      Leia sim, a série é ótima! Vale a pena. =)

      Beijocas, Elis.

      Excluir
  2. Olá Rafa!
    Adorei ler esse livro, essa se tornou a minha série preferida, pena que acabou!
    Samantha
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato... Fiquei triste por isso, bem que poderia ter outros livros. haha

      =*

      Excluir
  3. Oi Rafa!
    Li esse livro e simplesmente amei. O lado ruim dele é que é o último da série.
    Achei a forma na qual o triangulo amoroso de Sadie, Anubis (♥) e Walt terminou bem inesperada e.e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Candi! Foi o único lado ruim.
      Inesperada e fantástica! Adorei como terminou <3
      Haha, o Anúbis também é meu queridinho!

      =*

      Excluir
  4. eu ameiiii esse livro :D

    ResponderExcluir
  5. Oie Rafa
    esta é a primeira resenha que leio do livro, que realmente me empolgou para ler algo do titio Rick. O motivo: vc citou o lance do romance, que é justamente o primeiro quesito que eu procuro em uma leitura \o/
    nem preciso falar que preciso começar jhá por esta série, até porque eu já tenho o primeiro volume aqui e não li por pura preguiça.
    E quando chega o final de uma série, eu tmb fico super desanimada. Acho que vou enrolar meses lendo Finale, pois não quero que acabe rs
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! *-----*
      Ótima escolha, Jack. O romance é lindo e fofo! Acho que você também irá se apaixonar por Anúbis. rs
      E que desanimo... Faz bem, enrole bastante, diminui a tristeza. haha

      Beijocas.

      Excluir
  6. Oi Rafa,
    Rick Riordan me surpreendeu com o final da série, ficou muito perfeito. Acho que pra mim ele foi o único autor que fez uma coisa incrível com um triângulo amoroso... E sim eu também deduzi o que ia acontecer...
    Amei a capa, e principalmente o final do Bes...
    Bjs...

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária